Veja como fazer uma viagem enoturística perfeita!

  Qual é o segredo para fazer uma viagem perfeita e ainda economizar? Por que o enoturismo pode ser interessante para uma viagem com amigos, uma data especial ou uma lua de mel?

  O segredo para uma infinidade de coisas na vida e também para qualquer viagem é o planejamento. Há pessoas que irão discordar, mas eu garanto que para realizar uma viagem mais econômica, produtiva e com o mínimo de contratempos possível, ou seja, o mais próximo da viagem perfeita, o planejamento com antecedência é fundamental. Uma viagem em cima da hora pode fazer com que se percam eventos importantes que necessitam de reserva antecipada.

  Ao invés de contratar um guia ou um “expert em vinhos” que irá cobrar uma fortuna para efetuar as reservas nas vinícolas mais famosas, que promete um passeio exclusivo, que irá tomar o vinho com você, etc, eu aconselho o caro leitor a planejar tudo sozinho.
  Na internet há blogs que disponibilizam roteiros e relatam experiências em vinícolas. Hoje, por meio de diversos sites, é possível reservar hospedagem em vinícolas em alguns cliques com base em avaliações de outros viajantes. Outros sites na internet também avisam sobre descontos em passagens aéreas. A montagem de um roteiro enoturístico requer um pouco mais de pesquisa e conhecimento que o habitual, porém eu vou lhe mostrar o caminho. Vem comigo para realizar uma viagem perfeita, do seu jeito e gastando bem menos!

Dica 1 – Recomendo se hospedar em uma vinícola pelo menos por uma noite para vivenciar uma experiência completa! Muitas vezes já reservei hotel na cidade por uns dias e outros dias na vinícola.

Dica 2 – O melhor a fazer é alugar carro. Para que você não dirija depois de beber, a dica é se hospedar em lugares próximos às vinícolas que você vai visitar, assim pode deixar o carro no hotel. Por exemplo, se você decide visitar 3 regiões próximas a Mendoza: Maipú no primeiro dia, Lujan de Cuyo no segundo e o Vale do Uco no terceiro, poderá passar cada noite em uma região. Alugar uma bicicleta no hotel é uma alternativa muito boa e divertida! Alguns hotéis também disponibilizam vans para levar os hóspedes em vinícolas próximas.

Dica 3 – Para elaborar o roteiro, pesquise as vinícolas do país no Google, veja matérias em revistas sobre enólogos e busque seus nomes para achar também vinícolas menos conhecidas e se necessário compre guia. Você pode ter uma surpresa muito boa indo a uma vinícola menor e menos turística!

Dica 4 – Quando a sua lista de vinícolas estiver pronta, é hora de procurá-las no mapa. Caso haja muita dificuldade para encontrá-las, mande um e-mail para a vinícola (geralmente consta no site) solicitando sua latitude e longitude e coloque no Google Maps. Crie os pontos e salve o seu mapa. É muito importante que você tenha o mapa offline, independente se tiver internet, pois nessas regiões afastadas o sinal não pega muito bem.

Dica 5 – Feito o roteiro, envie e-mails às vinícolas para realizar o agendamento. Procure agendar no dia no máximo duas vinícolas. Se quiser conhecer 3 em um dia, reserve almoço em outra vinícola, geralmente eles têm menus com harmonização. Agende as vinícolas com uns meses de antecedência. Muitas vinícolas não cobram a degustação, outras cobram se você não comprar vinho algum e outras cobram mesmo que você fizer compras. Uma estratégia que eu já fiz para apenas degustar rapidamente, foi pedir para entrar na vinícola só para ir à loja comprar. Na França também há as caves que são lojas que fazem degustações.

Dica 6 – Assim que chegar no seu destino, vá a operadora de telefonia móvel comprar um chip de internet! Sem internet não se faz nada!

Dica 7 – Compre vinhos em suas viagens, compensa! Cada pessoa pode trazer para o Brasil 16 garrafas de 750 ml. Comprar direto da vinícola na maioria das vezes é mais barato. Por outro lado, se você tiver dólares, pode ir a uma loja de vinhos em alguma cidade na Argentina negociar excelentes preços também!

Dica 8 – Aproveite as vinícolas para fazer piqueniques, caminhada, andar de bicicleta, conhecer cidadezinhas medievais e a história do local e das famílias! Se estiverem em uma turma de amigos aproveitem para dividir uma boa garrafa de vinho ao ar livre e comer uma boa comida! Enoturismo também é excelente para lua de mel, há alguns castelos lindos na Europa que são mais baratos que muitos hotéis no Brasil e vinícolas modernas na América do Sul que são de tirar o fôlego!

  Se tiverem dúvidas e precisarem de ajuda, comentem aqui ou pelo facebook!

  Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *