Você tem vontade de conhecer a Campanha Gaúcha? Confira tour e mapa!

 Eu tenho uma novidade ao caro leitor! Estive na Campanha Gaúcha, o paraíso dos vinhos no Brasil! Daqui uns anos haverá mais vinícolas e mais estrutura para receber turistas. Porém, quem vai à Serra Gaúcha e quer aventurar-se na Campanha Gaúcha por uns dois dias (máximo), vale a pena! E sabe por quê? Porque a Campanha Gaúcha faz os melhores vinhos do Brasil, principalmente tintos! Eu posso lhe afirmar isso, não só porque estive lá e experimentei todos os vinhos, mas também porque essa região está inserida a partir da latitude 30. As melhores regiões de vinho do mundo estão entre a latitude 30 a 50.  

 Veja o mapa!

  Infelizmente, ainda faltam hotéis, restaurantes e estrutura para receber turistas na região. Hospedei-me no Hotel Alexandre em Dom Pedrito, a única opção mais abordável nesta cidade. Alguns quartos não possuem ar condicionado, então fui obrigada a pagar quase o dobro do preço do quarto standard, pois os verões na Campanha são muito quentes. Ao lado do hotel, fica o restaurante Cumbuca e o bar Cumbuca que fica sempre aberto para a salvação dos turistas, com a carta de vinhos que se precisa para conhecer todos os vinhos da região.

  A vinícola Guatambu

  Recomendo a visita à vinícola Guatambu, que fica em Dom Pedrito. Possuem vinhos de excepcional qualidade, como o tannat Rastros do Pampa, o pinot noir – na Serra Gaúcha geralmente utiliza-se o pinot noir para os espumantes – e o vinho ícone chamado Épico, que é feito com quatro cepas das melhores safras, dos melhores anos. Todos os vinhos deles foram impressionantes, porém o que mais me chamou a atenção foi o Pinot Noir, pela semelhança aos vinhos da Borgonha, pelos aromas e sabores de cereja e morango.

  Veja a cor do Pinot Noir no canto esquerdo em comparação com o vinho Épico.

  E o espumante rosé deles…

  Uma outra coisa que chama a atenção é o investimento em infra-estrutura que foi feito, não só na produção, mas também para receber turistas. Além disso, a vinícola é 100% energia solar!!! Espero que no Brasil, cada vez mais as vinícolas possam investir nessa ideia! – não só as vinícolas.

  A vinícola Peruzzo

  No mesmo dia, pode-se ir à Bagé para visitar a vinícola Peruzzo. A Sra. Peruzzo, nos recebeu e nos explicou tudo sobre a família, a história da vinícola e os planos para o futuro. Eles pretendem permanecer como uma vinícola boutique, pois o foco é qualidade e não quantidade. E realmente possuem vinhos maravilhosos e preço justo, com destaque para o Cabernet Franc! O Merlot deles também está excelente! Os vinhos da Peruzzo são encorpados, frutados, há sutil presença de madeira, o que os torna muito equilibrados, com notas de frutas vermelhas e negras maduras e especiarias.

Eu e a Sra. Peruzzo na vinícola Peruzzo

  Essas foram as vinícolas que eu visitei! Porém, segue o mapa de algumas das principais vinícolas da região! Abs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *