Conheça um dos vinhos mais raros do mundo

    O maravilhoso mundo dos Tokajis

     Tokaji é uma Denominação de Origem Protegida da Hungria.

     Essa região possui uma boa reputação quanto a seus vinhos doces de qualidade superior infectados pelo fungo benéfico Botrytis Cinerea, também conhecido como “podridão nobre”.

     A produção desses vinhos é possível graças a humidade oriunda dos vários rios que passam por esta região. Muitos produtores dessa região também elaboram vinhos doces de colheita tardia.As castas utilizadas na produção dos vinhos doces de Tokaji são a Furmint (suscetíveis a Botrytis), Hárslevelú e Sárga Muskotály (pelas qualidades aromáticas). Os vinhos botritizados de Tokaji são os Aszú. A produção desses vinhos é peculiar: primeiro é produzido um vinho branco seco a partir de uvas sãs que corresponde ao vinho base. As uvas Aszú, muito afetadas pela podridão nobre, são separadas bago a bago e depois colocadas juntamente com o vinho base para a maceração suave. De acordo com as regras da DOP Tokaji, estes vinhos devem ser envelhecidos em madeira de carvalho. O vinho final é doce, de acidez alta e possui intensos aromas de casca de laranja, damasco e mel. O nível de doçura dependerá da quantidade de uvas aszú utilizadas.

     Os bagos Aszú podem ser utilizados de uma forma completamente diferente para elaborar um vinho muito doce e extremamente raro chamado Tokaji Eszencia. Os bagos aszú são esmagados de forma muito cuidadosa para liberar pequenas quantidades de um mosto flor extremamente doce. O mosto é tão doce que as leveduras têm dificuldade em fermentá-lo e mesmo depois de vários anos em uma lenta fermentação, estes vinhos não atingem mais do que 5% de teor alcoólico. O resultado é um vinho extremamente doce e ácido, bem equilibrado, com sabores bem concentrados que podem ser envelhecidos por um século ou mais. O sistema de rotulagem consiste na determinação da quantidade de uvas doces que se macera no vinho base. A unidade utilizada para expressar o nível de doçura é o puttony que a partir de 2013 podem ser 5 ou 6 puttonyos.

     Os vinhos de Colheita Tardia são produzidos de forma convencional, nem sempre são produzidos com uvas com a podridão nobre e possuem menos tempo em madeira de carvalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *